17 de mar de 2010

Noite de verão [cap. 4 ]






O Lembrete



Após uma corrida sem rumo ao um lugar estranho, e um susto qual teve uma leve recompensa no final... Chegamos a algum lugar depois de percorrer quilômetros incalculáveis, estava cansada, e com aquela sensação de peito vazio de novo.
Me perguntava por que ele voltou? E depois repetia, era só para me salvar, era só para me salvar... Ele não gosta de mim, e eu o odeio...’’

Mais então olhava seus olhos e tudo o que eu pensava ia à água a baixo como a força dos meus pulmões.

Aquelas trilhas não acabavam mais, entre troncos musgos e animais que antes me davam pavor agora eram só bichinhos mais perdidos que nós.

Estava cansada de pensar coisas dele, dessa vez pararia de pensar e simplesmente me jogaria nessa escapada, afinal não sabia o que me esperava.
Meu pé estava machucado, e sangrava, pois sem perceber meu calçado sumiu, ele simplesmente me carregava, será que deveria me arrepender do que eu fiz?

Depois da caminhada longa, até que enfim, encontramos uma barraca velha.

Estou pegando trauma desses lugares.

Havia um velho telefone la dentro, um mesa, e uma cama de casal, pelo contrario do que pensei era até um pouco limpo, sinal de que havia pessoas la.
Em cima daquela velha mesa empoeirada, havia um bilhete que dizia;

CANSEI DA SUA OBSESSÃO               


Um pedaço do bilhete estava rasgado

Talvez fosse o nome do sujeito.

Aquela letra não me é estranha— pensei

O telefone estava cortado, droga! — gritei

Ele estava tão quieto, nem uma palavra desde que chegamos la.

E então ele olhou nos meus olhos e disse – Angel aqui é o único lugar que tinha telefone.

Espera eu disse, coloquei minha mão no bolso, mais cadê meu celular? Quando sai da água eu peguei de novo, cadê ele?

VOU PEGAR VOOOCÊEEEIS – essa voz não estava longe...

Continua...

Por; Angélica Gempka

Angel :D